terça-feira, 3 de maio de 2011

Faz um ano

Hoje é um dia especial. 3 de maio. Há exatamente 1 ano atrás, no meio da tarde e durante o expediente, eu fiz um teste de gravidez e vi duas listras se delineando no papelzinho. Duas listras. Um bebê. Lembro-me de ter sorrido com um orgulho estranho, daqueles que significam mais ou menos: eu sou a fodona, eu tenho o poder! Mas esse orgulho durou tão pouco e logo cedeu lugar ao choro e desespero. Eu não me sentia preparada, apesar de ter deixado de me precaver em junho de 2007. Foram quase três anos de espera, e quando finalmente consegui, eu arreguei. 
Querendo não acreditar, resolvi que aquele teste estava errado. Não tinha como eu estar grávida! Precisava fazer outro. De outra marca, pra não dar errado.
Eis que:
Os dois testes que sentenciaram: "você está grávida. Grá-vi-da!"
Novamente, a mesma confusão de sentimentos, o mesmo orgulho estranho e a rejeição. Puro medo por saber que enfrentaria minha maior prova de fogo: agulhas, hospital, parto! A partir desse dia 3 de maio de 2010, minha vida mudou numa proporção jamais imaginada. 
Lembro-me da minha primeira consulta com a GO, eu não tinha mais dúvidas quanto ao meu estado gravídico. Chorei muito, de medo e arrependimento (céus, me arrependendo por ter engravidado dessa pessoinha linda? Só podia estar fora do meu juízo). Parei de fumar. Fui tomando coragem a cada dia, vencendo todos os desafios que a hipertensão me obrigou a enfrentar, as internações, picadas intermináveis, as consultas periódicas porque eu precisava de muitos cuidados, os remédios, o repouso, as dietas, o diabetes gestacional que me pegou bem no finalzinho e me fez sentir medo, agora de perder o bebê.
Lembro bem do meu primeiro comprimido de ácido fólico, do primeiro ultrassom, também do dia em que descobri que meu Buzuzú seria Miguel. Esse processo que dura nove meses, pra mim pareceu durar bem menos, eu nem queria mais me desfazer da barriga, era tão bom! Mas como tudo na vida tem seu ciclo, esse ciclo que eu descobri existir no dia 3 de maio de 2010, terminou em dezembro. Uma metamorfose, tal qual a borboleta quando sai de seu casulo para descobrir o mundo.
10 de dezembro de 2010 - nasce meu bem mais precioso, minha alma fora de mim. 


Definitivamente, ser mãe é a coisa mais maravilhosa do mundo!

Saudade desse dia 3 de maio. Se eu pudesse voltar atrás, faria tudo diferente, receberia a notícia com alegria, comemoraria com litros de suco de laranja!

4 comentários:

Than disse...

ai q lindo!!!!!!
menina q coisa estranha...mimi e anna nasceram no msm dia e eu descobri q tava gravida quase 1 mes antes de vc......descobri em 6 de abril!mas tb eu tava de 3 semanas ne...rs....
amei o post!

bjoooos

Adriana Bandeira disse...

Than,
Eu demorei porque sempre fui desregulada, pra mim era normal. E só fiz um teste porque estava sentindo coisas diferentes, como desejos estranhos, cansaço crônico, seios imensos, escurecidos, cheios de veias, e estava engordando ao invés de emagrecer. Descobri com 7 semanas e 4 dias. bjs!

Rose disse...

Olaa!!!Adriana esse momento realmente não sai de nossa caberça,a minha não foi surpresa que eu queria muito engravida então planejei tudo,tirei o DIU no dia 2 de fevereirio 2010 ai recebi a nossa famosa visita no dia 7 e no final do mês engravidei dai a 42 semanas depois dei a luz ao meu Pedro miguel,antes mesmo de esta gravida ja falava lá na empresa pra minha chefe..ooó no proximo mês eu estarei gravida e vou marca o meu 1 exame kkkk ela ficava abismada comigo beijossss....

Kel disse...

Oi amiga "fodona" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk adorei............
Realmente dá um misto de sentimentos e o certo é que ele estará pra sempre em nossas memórias como o dia mais feliz das nossoas vidas......

bjs doces