segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Trilhando caminhos

Num passado recente, ele precisava de meu corpo para se nutrir. Nadando no líquido amniótico, chutando minhas entranhas.
Depois, do lado de fora, continuou precisando de mim para se alimentar, locomover, se higienizar. Eu era seu centro, seu rumo, seu porto segura. Meu peito o saciava e minhas mãos guiavam-no a cada instante.

Agora, tão independente e já traçando seus próprios caminhos. Raramente precisa das minhas mãos. Dispensa solenemente a ajuda que ainda insisto em dar, como se fosse um adolescente, se achando auto-suficiente.

É a vida, meu menino cresce, separa-se de mim a cada dia.
Vai, meu filho! Voa minha cotovia! O mundo é todo seu!

Aos poucos, Miguel trilha seus próprios caminhos

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Meu molequinho

Agora que eu me dei conta de que Miguel há tempos já não é o bebezinho frágil da mamãe. Ele já é um garoto, ou melhor, como eu costumo chamar, um moleque. Mas como eu sou uma mãezona coruja, é meu molequinho. E ele apronta, como apronta!
Resolveu que vai andar e andar e andar e ponto. E dá-lhe preparo físico pra acompanhar esse corisco o dia todo na maior andação. Junto com essa andança, veio a lambança. Miguel apronta demais, não quer mais saber de dormir, só andar e fuçar em tudo.
Fuça lixinho da cozinha, abre portas, fuça nos armários e tira panelas e potes pra fora. Joga mantimento no chão, chupa o assento das cadeiras, abre portas da cômoda, puxa gavetas do guarda-roupa. E eu o dia todo atrás dele. É bonito, é legal, mas cansa!
Ontem resolvi fazer um bolo com ele perambulando... Nunca tive uma experiência tão FAIL na vida, é complicadíssimo! Mas no fim o bolo saiu ótimo e bem fofinho!
Outra mania dele é botar um tupperware na cabeça como se fosse capacete e sair por aí. Ele se acha! Ahahahaha, e ai se o capacete resolver cair, ele bota a boca no mundo!

video

Dentes não nasceram mais, tudo continua igual. A diferença é que agora ele curte escovar as canjiquinhas dele. Melhor pra mim, ótimo pra ele, que vai ter dentes saudáveis né?
Por falar em canjiquinhas, eu tirei uma foto que vai entrar pro álbum das artes do Mimi... essa semana ele derrubou um pacote de feijão no chão, comeu um grão e depois fez cara de quem é inocente. Precisei eternizar esse momento... deu uma raiva na hora, mas depois o coração da mãe derreteu todinho! Olha isso, gente! Que cara de dissimulado!
Fazendo cara de paisagem, só faltou assoviar, porque o biquinho ele já fez...

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A farsa da barriga de quadrigêmeos e o roubo de imagens!

Eu nem tinha previsão para voltar aqui e postar alguma coisa, porque ando tão abilolada com as coisas ruins que vêm me acontecendo que perdi a vontade de escrever textos e mais textos, de abrir minha cauda de pavoa e exibir minha cria. Mas o que eu acabei de saber, ah, me fez mexer as fibras mais íntimas e reunir forças para vir aqui postar esse alerta. Sabem do caso da professora de Taubaté que milagrosamente está grávida de 4 bebês, mesmo o pai sendo vasectomizado? Eu achei estranho demais desde o começo, até cogitei uma puladinha de cerca (pois é, tô longe de acreditar em milagres, muito menos em milagres duplos). A bomba começou a explodir no final de semana, quando o Domingo Espetacular exibiu nova matéria questionando alguns pontos levantados pelo obstetra da moça.
Agora, o prego do caixão foi a postagem de uma blogueira que sigo há tempos, mamãe do Pietro de 1 ano e 4 meses. Sabe as fotos do ultrassom 3D que a suposta mãe de quadrigêmeos divulgou? PURA FARSA, PURA MENTIRA! Os bebês não são dela! Aliás, não são bebês, e sim é UM BEBÊ, o Pietro! Gente, essa insana simplesmente roubou através da internet as imagens da ultrasonografia do menino e tomou como se fossem delas! É o fim, é um absurdo, coisa doentia! Mas esse tipo de doença eu trato na guasca!
Pra quem ainda não entendeu completamente, deixo aqui o link do blog onde a mãe que teve as imagens do filho roubada explica tim-tim por tim-tim.

http://www.anabinhoepietro.blogspot.com/2012/01/falsa-gravidez-de-quadrigemeos-com.html

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

O que é que eu digo?

É, eu pergunto, o que é que eu digo? De repente, parei de postar aqui sem mais nem menos. Parece que as coisas pararam de acontecer com a mesma intensidade, ou acho que elas não merecem tanta atenção.
Por aqui no meu navio, a tripulação continua a mesma, a vida continua a mesma. Rotina severa! E pra que é que eu venho aqui postar, pra contar que o Mi tomou vacina, ou que não dormiu boa parte da noite? Ou ainda que eu ando fazendo mil e uma coisas pra tentar ganhar uma grana extra, fazendo mini boos e assando frango - sim, porque a situação está feia - ou então pra dizer que o cachorro que a gente tirou da rua e encaminhou pra uma outra casa foi atropelado e teve uma séria lesão na coluna? Também não. Outro dia recebi uma chamada da Nubinha pedindo novas postagens. Ai, Núbia, eu bem queria ter uma inspiração, mas... sei lá, de repente tudo ficou tão repetitivo que resolvi me calar por uns tempos, na verdade até o meu temporal interior passar e abrir espaço para um céu azul e ensolarado. Só assim poderei escrever novamente, coisas boas, engraçadas e positivas. Caso contrário, vai ser sempre uma meleca, um rosário de lamentações.
Por isso estou dando esse tempo pra todos nós! Mas eu garanto, eu volto. E pra não deixar vocês sem nada, aqui vai um vídeo feito no dia 5 de janeiro, o Miguel no quintal engatinhando com os béchanos e um deles insistindo num contato mais caliente.
Beijos pra vcs!