terça-feira, 28 de setembro de 2010

Maldito seja o INSS!

Como se já não bastasse o aperto de tempos que a gente vem passando no sentido financeiro, porque o salário de trabalhador nesse país é uma bosta. Como se já não bastasse a minha condição de encostada, que não posso nem passar um pano no chão. Que o gasto com remédios vem contribuindo para o caos. O telefone tocando pra me lembrar das dívidas. O tempo passando. A chuva caindo e melando tudo. Como se não bastasse ter nascido pobre! PQP! PQP e PQP!!!!!! Agora, mais do que nunca, estou me sentindo uma imprestável mesmo.
Hoje resolvemos ligar na central da previdência social. Faz 15 dias que passei pela perícia e até agora nada de comunicação de pagamento do meu auxílio doença (pra quem não sabe, estou afastada por hipertensão na gestação). A gente queria ver isso, precisamos de dinheiro pra ontem... A atendente, pelo fone, deu as instruções de acesso via internet. 
Enorme foi minha surpresa ao constatar que eu - depois de 14 anos pagando essa merda chamada previdência, contribuindo em cima do meu salário suado, dolorido, enquanto o governo ri da minha cara - irei receber muito menos do que seria considerado tolerável. 
Se já estava difícil, agora a coisa embosteou de vez. Um rombo de mais de 250 reais por mês a menos no meu bolso. Bem agora que tenho que comprar muita coisa ainda. Nem as contas de setembro demos conta de pagar. Nem isso. E agora mais essa. 
Já brinquei que iria rodar bolsinha pra ganhar mais dinheiro, mas agora nem pra isso eu serviria. Estou toda arrebentada. Hoje estou tão revoltada, mas tão revoltada, que eu mataria um sem dó e nem piedade. Flávio saiu de casa me pedindo pra não fazer bobagem. Que eu poderia fazer? Me matar? Claro que não! Caso contrário, nem enterro digno eu teria. Seria jogada numa vala qualquer, viraria banquete de urubu.
A nossa moto está para vender. Nenhuma alma penada ligou ao menos pra fazer uma pergunta besta sequer. Do tipo: "-Alô, é aí que estão vendendo uma YBR vermelha? Ahhh, mas é que eu queria uma azul. Fica pra próxima". NEM ISSO ESTÃO FAZENDO!!!!
Eu juro, estou com a garganta amarrada, um ódio, sei lá o que.Pela visão espírita, eu estaria expiando algum erro passado. Mas catso! Quem será que eu matei na minha outra vida? Fui Pôncio Pilatos, Hitler? Matei Joana D'Arc?
Enquanto isso, Tiririca faz graça, Mulher Melancia rebola, e mais um monte de bandido faz propaganda pra entrar no congresso e mamar nas tetas que nós, trabalhadores FODIDOS E MAL PAGOS enchemos diariamente. E a nossa teta, quem é que vai encher?
Maldito governo, maldito INSS.
 

3 comentários:

Tati Antunes de Andrade Cortes disse...

Oi Adri.
Quando a situação financeira aperta é complicado mesmo.
Mas tenta manter a calma (dificil eu sei), mas pensa no seu baby que sente tudinho como vc e as coisas vão se ajeitando com o tempo...
Beijinhos!

Lica disse...

Oh amiga, fica assim não....Entendo perfeitamente vc, tudo o que vc disse é correto..Parace que os justos e honestos sempre levam a pior, né!?Vc está certa de xingar, de mandar praquele lugar...Mas pense que dentro de vc tem uma pessoinha quesente tudo o que vc sente e que depende de vc amore. Por isso, tenha fé e tire forças de onde vc nem imagina...Deus nos faz andra por caminhos que não entendemos, mas desse caminho nascerá a vitória!
Bjos, fica calma e tudo vai dar certo!
Conte comigo!
Bjos

Rafaella disse...

Eu sinto muito Dri, desanima mesmo, esse país, esse povo que elege essas bestas, esses candidatos e esse governo rindo da nossa cara.

'' A felicidade não é deste mundo. ''

Mas você é forte.
Adoro você, fica com Deus.