segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Pra começar a semana...

Quero contar que eu estou mais conformada. Rola uma puta revolta em não poder comer mais nada daquilo que gosto. O resto do panetone, Flávio comeu escondido pra não me deixar na fissura. Eu MATARIA pra comer um pedacinho, rsrsr... A caixa de bombons continua lá no armário, me chamando de "meu neném" e fazendo cara de sedução, mas eu resisto.A limonada do almoço eu tomo pura, não adocicada, pra não ultrapassar a quantidade de adoçante diária. Adoçante é barra, não faz bem. Só no leite desnatado mesmo. A uva passa, a Coca gelada, as latas de leite condensado, todos criaram vida e parecem estar ali pra me aborrecer. Mas eu resisto. Bravamente, feito uma guerreira. Ignoro sumariamente. Me roendo por dentro. Eu resisto. Eu resisto.
Agora na mesa aqui de casa rola um desfile de tomates, pepinos, arroz 7 grãos, peixinho assado, pão e torrada integrais, sucos naturais ou de soja diet, tudo magrinho, tudo muxibentinho, mas por uma boa causa. Depois eu vou à forra!
Aquela tristeza, o medo, passaram. Foi um processo de digestão bem lento, muita pesquisa (descobri o diabetes gestacional que é muito mais comum do que imaginava e não é o fim do mundo), muito carinho. Aí vesti novamente minha armadura e parti pro abraço. Dane-se que amanhã vou tomar mais duas furadas (claro, se a enfermeira não for uma açougueira). O lance é que na quinta, nem acredito, entro na 37ª semana e todo mundo sabe que isso significa bebê à vista. Nem que eu fique até as quarenta semaninhas com o Miguelito aqui dentro, coisa que duvido muito, também irá faltar 3 semanas para tal.
O filhote está tão perto de chegar que até lá no nosso carro, o clima é mesmo de recepção. No vidro, o adesivo (que já mostrei aqui). Dentro, tudo limpo e cheiroso, servicinho feito no capricho pelo papi Flávio e que rendeu a ele aquela corzinha de camarão (huuum, camarããããooo). O sol de ontem realmente estava de torrar amendoim. No banco de trás, o dispositivo de segurança (cadeirinha, bebê conforto, como preferir).
Fiquei animada em ver tudo tão pronto, esperando pela minha bênção. 

 







 E tão animada fiquei, que montei até a árvore de Natal. Sempre gosto de montar no mês de novembro, curtir muito aquela beleza toda, e esse ano cada bolinha, cada lacinho, teve um saborzinho todo especial. Miguel vai chegar com a casa enfeitada. 
"Arvinha" 2010, by Didi.
Bom, por hoje é só. Amanhã eu voltarei. Mesmo porque tenho um hemograma (blééé) às 7 da madrugada e outro às 13. Haja veia pra tanto furo! Volto pra contar como foi. Inté!

6 comentários:

Cláudia Leite disse...

Dri,
Que booooooom que vc relaxou um pouquinho e veio um animozinho aí.
Imagino a dificuldade de ignorar tantas coisas gostosas, mas com certeza comê-las traria danos bem maiores.
Boa sorte com os exames amanhã.

bjos!

Natacha Calazans disse...

Ai, Dri, que delícia essa expectativa...
Que bom que a deprê passou, vc e tristeza definitivamente não combinam !!!Será q a gatinha nova ajudou nisso? hihihi

Gostei da árvore.. fiquei imaginando um bebezinho bem tititico e cheirosinho olhando pra ela, e vc observando o reflexo das bolinhas nos seus olhos tão gordinhos... *_*

Um super beijo.

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Oi Dri, encare essa batalha com essa garra mesmo, te fará bem e pro Miguelzinho também! Comer é tudo de bom, mas comer saudável é melhor ainda! Eu sou toda errada com isso, estou anêmica e preciso urgente melhorar!!!
Falta pouco e tudo de bom pra vcs!!

Karina disse...

Dri, olhei sua arvore e lembrei que preciso fazer a minha...hahahha mas agora anda meio impossível...

Aí isso de não comer o que quer é muito ruim, né?! Eu também to sem comer um monte de coisa por causa da amamentação, meu marido ta de férias então ta em cima...aí aí !!!

Bjoss

Kat disse...

Moreee q bom que o espírito natalino baixou e acalmou os ânimos, né??? Olha pensa que o Miguel já tá chegando, e que vc vai poder deixar vários pudins te esperando quando voltar da maternidade!!! Só não nos deixe órfãs do seu blog depois q Mimi der o ar da graça... bjusss

Néinha Figueiredo. disse...

Driiiiiiiii, como sempre me acabo de rir com vc!

Nossa esta pertinho hein?
Qndo a tristeza eu sei bem como é, e agora no finalzinho é assim mesmo.

Vem o medo do desconhecido ne?

Diabete gestacional e bem comum mesmo, fiquei na sala de pre parto com uma gestante que estava com diabete gestacional.

Ele entrou no centro cirurgico antes de mim.
Nasceu uma bebezona com 4,200kg!!!

Mães com diabete gestacional na maioria das vezs tem bebezoes.

Fiquei com uma invejinha dela com aquela bbzona e o meu Yan todo humilde de tamanho rs,rs...

Ah, to tentando montar minha arvore, mas nem no banheiro consigo mais ir kkk

Bjs nossos!