quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Muito prazer, Roséola

Não, eu não sou Roséola.

Quem é essa tal de Roséola que chega arrasando e bota a gente aos seus pés? É uma mulher com longos cabelos ruivos e vestido de paetê colante? Que nada!
Com um nome meio difícil, EXANTEMA SÚBITO, a roséola é uma daquelas doenças inofensivas da infância mas que deixam os pais malucos de preocupação. Ela começa com uma febre bem alta, sem explicação, e atinge principalmente crianças entre 6 meses e 6 anos, predominando nas menores de 2 anos. Como foi nosso caso por aqui. Miguel às vésperas de completar 1 ano, ganhou uma dessas e nos deixou assustadíssimos com uma inexplicável febre de mais de 39 graus.
A roséola é causada por um vírus, o vírus do herpes humano tipo 6 (HVH-6) e 7 (HVH-7), e é transmitida pela saliva (pense em todos aqueles brinquedos que são mordidos por todas as crianças da escolinha). É difícil identificar onde ocorreu o contágio, porque a roséola é transmitida quando a erupção de pele ainda não apareceu (e portanto ela ainda não foi diagnosticada), e o período de incubação vai de 5 a 15 dias.
Embora o Miguel não frequente a escolinha, acho que sei muuuito bem de onde vieram os malditos vírus.... Melhor nem comentar.
Aí marido pulverizado veio e pimba, enxertou a porcaria toda no pobre Miguelito.

E quais são os sintomas da Roséola?
• febre alta, repentina e contínua, que fica entre 38,3 e 42,2 graus, durante três ou quatro dias, e que desaparece tão rápido como veio
• além da febre, sintomas como nariz escorrendo, tosse, uma leve diarréia, falta de apetite e de energia
• quando a febre vai embora, a pele começa a ficar manchada. A erupção costuma começar no tronco, e depois vai se espalhando na direção do pescoço e das extremidades, e desaparece em algumas horas ou em até três dias.A criança pode ainda ter dores de cabeça e ouvido.
Assim como nas outras infecções por vírus, não há tratamento contra a causa da doença, apenas para aliviar os sintomas.
Na fase da febre, é bom manter a criança confortável, dando bastante líquido para evitar a desidratação. Administre antitérmicos se a febre estiver muito alta e a criança estiver claramente incomodada. Depois que a febre vai embora, ela pode ficar irritada e manhosa por alguns dias.
Aqui em casa está assim, um verdadeiro pandemônio. Hoje foi o dia em que eu quase joguei a toalha. O Miguel fica implacável quando irritado. E que fui monopolizada na semana passada inteirinha com os preparativos da festa, nessa estou por causa da Rô-Rô. Imaginem só meu estado físico, psíquico e o estado da casa. Insano!
Mas está acabando, que Deus me dê forças e paciência, e ao Miguel, mais um tico só pra aguentar a marvada Roséola.

3 comentários:

Cláudia Leite disse...

Não quero jamais conhecer essa roséola!
Se bem que essa semana foi punk aqui em casa.

bjo pra vcs.

Sol (Mamãe do Renan) disse...

E sinto informar que essa "bendita" pode dar mais de uma vez. Meu filhote teve a segunda vez semana passada. Fora que é horrível ver os pequenos desse jeito!

angelruskowski disse...

Como está o Miguel? já passou a maldita... tadinho ;/