sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O mega blaster susto que fez mamy's chorar

Ontem eu fiz aqui um desabafo. Digitado às duras penas, maior parte com apenas uma mão - porque a outra acalentava o inconsolável neném...
O Mimi's chorou tanto, mas tanto, que ficou rouco. E meu, pode falar o que for, que mãe não pode chorar junto e tals... mas eu chorei, e muito. Me doía ver o pobrezinho tão angustiado! Então liguei aos prantos pro maridão, sei lá, me dar uma luz... e pedi para que ele tentasse adiantar a consulta no pedi. Ele conseguiu para o final da tarde. 
Lá no consultório, Mimi foi examinado e pesado (ele ganhou mais 460g - isso em uma semana). Na apalpação, bem na parte onde a gente fala que é a "boca do estômago", havia uma bolinha. E essa maledeta poderia ser a tal "oliva", presente quando há estenose hipertrófica do piloro. E poderia também ser um músculo mais levantadinho pela agitação do menino. A verdade é que a hipótese foi sim, levantada. E o tratamento dessa merda de doença é cirúrgico. Pronto. Meu mundo caiu (como cantava Maysa). Não chorei lá de vergonha, mas como mãe é um bicho feito de coração e lágrimas, chegando em casa eu derreti. Eu não parava de pensar no assunto. Eu nem postei nada aqui porque de boa, sem cabeça pra mais nada a não ser rezar e chorar...
Como o pediatra já havia antes mesmo do exame clínico desconfiado desse problema, nos pediu um exame para ir adiantando o diagnóstico: a radiografia com constraste do estômago, esôfago e duodeno. Esse exame foi marcado para hoje pela manhã. O Mimi ficou em jejum desde as 3 da matina, imaginem só a fome que ele acordou! Mas mais uma vez, sofri muito porque eu via ele pedir tetão e não podia dar, de jeito nenhum!
Levantei, higienizei as peitcha e me ordenhei (precisa levar uma mamadeira com leite e uma vazia).
Já na clínica de diagnósticos, pegaram as mamadeiras e devolveram a vazia com o contraste - parecia latex de pintar parede - e disseram que era pra ele tomar tudo. Como se não bastasse, ao terminar a primeira, mandaram eu dar mais um tanto. Na sala do exame, deitamos o Miguel numa mesa e colocamos o avental de chumbo. E o exame começou. Click, click, click, e as imagens foram aparecendo na tela. Na hora, o radiografista já cantou a bola: ele tem só refluxo, não tem estenose.
Após o término do exame, esperamos mais 40 minutos, e o laudo ficou pronto. 
Ufa, parece que tiraram um tanque de guerra de cima da minha cabeça! O Miguel é perfeito por dentro, o que ele tem é mesmo o refluxo e nada mais! Não que refluxo seja bom, mas pelo menos, não necessita de cirurgia. Nem gosto de pensar no meu 'princeso' numa sala de cirurgia. Bate na madeira, 3 vezes!
As radiografias

O diagnóstico

Já liguei pro pediatra, passei o resultado do laudo e ainda contei que o contraste, que é mais viscoso, o Miguel não regurgitou. Já meu leite, que ele mamou mais tarde, ele blééérgh! Mandou pra fora rapidão. De repente, ou ele tem intolerância ao meu leite, ou ele segurou o contraste porque é mais grosso, enfim... vamos começar então fazendo uns ajustes na minha dieta (faz uma semana que troquei leite de vaca pelo de soja, cortei mate, café e uma pá de coisinhas) e a introdução de um novo medicamento.
Tenho fé agora, de que o diagnóstico é esse mesmo, sem chance de ser mais nada, e que o tratamento está sendo feito e não demora a surtir efeito! Viva!!! Glória a Deus!
.
.
.
Só para concluir, hoje Miguel está calminho e dormindo bem gostosinho...

8 comentários:

Sol & Rena disse...

A gente que é mãe passa cada uma né? E chore mesmo, porque ninguém sabe o que a gente passa com eles! Não tem dor maior que ver nossos bebezinhos incomodados!
Ta apoiada! E logo logo esse refluxo vai embora!

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Drica, menos mal, né. Agora é tratar do refluxo que seu princesinho ficará nos trinks. E vc viu que mesmo com o refluxo ele engordou bem.

um bjão e boa sorte

carlinha disse...

Dri a Duda também teve refluxo aí mudei o berço dela para meu quarto, coloquei toquinhos na cabeceira do berço, comprei travesseiro anti refluxo e ela foi numa especialista chamada Renata Moya que só atende pelo SUS que é gastro pediatra entedida pra caramba nesse assunto...ela teve que tomar remédios que eu também pegava pelo SUS e teve que que tomar o NAM anti refluxo e tomava chá de canela em pau que dava uma melhorada pra Duda tipo refrescava....ela com umn ano já não tinha mais sintomas , qualquer me de um toque beijos

Cláudia Leite disse...

Tenho certeza que choraria junto também! Chega uma hora que não dá pra conmtrolar...

Diva é diva mesmo neh? Mesmo com a correria vc ainda está com as unhas bem-feitas (francesinha?!). Bunito mamãe.
Melhoras para Miguelito, ele não merece tudo isso, acabou de chegar ao mundo neh, nem pecados têm...

bjo e bom final de semana.

Adriana Bandeira disse...

Valeu, muierada!

Claudinha, eu mesma que me manicureio, quando o Mimi dorme eu mando ver, kkkk!

Carlotinha, tadinha da Duda! Embora o refluxo seja bem comum, dá muita pena! Olha, desde semana passada, estou adotando outras medidas físicas, além das medicamentosas, como:
amamentar com o Mimi posicionado mais em pé, utilização de travesseiro anti-refluxo (36 pau lá na Montreal), manter o Mimi em pé após as mamadas, eu cortei leite e derivados da minha dieta (agora só soja). O pediatra preza a amamentação com leite materno, então ele vai tentar não introduzir o L.artiicial - pelo menos por enquanto! O normal é mesmo que entre o 6º mês e o primeiro ano de vida o refluxo suma naturalmente, devido ao amadurecimento do esfíncter (não é o do fiofó, é no estômago, viu??? ahuahuahuahahu). Agora, chá de canela? Essa foi a gastro que indicou tbm???

Cândida Rosa disse...

Ufa! Que bom que não passou de um susto.
Estou na torcida pela melhora do Miguel!

Lica disse...

Amiga, que susto hein??? Mas passou e graças a Deus o Miguel está perfeito!
Ele está muito lindo!
Bjinhus!

Luana disse...

Amiga que susto ! ainda bem que não precisar´´a de cirurgia imagina essa fofucha , quero nem pensar .
bjss