segunda-feira, 27 de junho de 2011

Ele é O Cara

Daí que estamos felizes, assustados e de queixo caído com a astúcia desse carinha aqui...Nesse final de semana, Miguel se revelou um menino inteligente e cheio de opinião, além, claro, do aprendizado diário. Vamos começar do começo pra vocês entenderem.

Sexta-feira, dia 24 de junho - meu marido pegou um diazinho de folga pra correr atrás das coisas da nossa construção. E nesse dia, seria feita a escolha da tinta da fachada da casa. Claro, eu fui junto pra dar aquela assistência. E Miguel sempre vai também (esse menino ainda vai ser engenheiro, escrevam o que eu to dizendo).Nesse trololó, acabou ficando tarde demais pra eu fazer a papinha dele. Nessa hora, pra que a gente apela? Pras papinhas prontas, uma mão na roda. Não que eu tenha intenção de basear a alimentação dele nessas papinhas industrializadas, mas é sempre bom ter umas à mão para momentos como esses. Comprei a de mandioquinha, peru e macarrão e ele simplesmente amou. Comeu muito e ainda chorou por mais.
Sábado, dia 25 de junho - mais um dia de correria intensa, fazer permuta de materiais e comprar outras coisinhas mais. Novamente, chegaria em casa tarde demais para ir pro fogão. Novamente uma papinha Nestlé, dessa vez carne com legumes. O garoto traçou tudo sentadinho no banco de trás do carro. À noite, teve casório pra ir, ele se comportou muito bem, obrigada. Mesmo assim, fui embora muito cedo porque o som estava muito alto e ele dava uns pulos de susto. Ô, dó.

No casamento, verificando a disponibilidade do tetê.

Domingo, 26 de junho - Miguel acorda todo bonzinho, depois de a mamãe sofrer a noite toda com picadas de pernilongo (no quarto dele não tem, ainda bem). Eu havia no meio da madrugada, me mudado pro sofá da sala, cansada de acender a luz a noite toda em busca do inseto do demo. Matei quatro e ainda assim, vinham outros cantar na minha orelha. Como eu estava o pó, pedi arrego e o papai ajudou um tico. Ficou na retaguarda enquanto eu fazia a papinha do Mimi. Numa dessas, o Flávio foi trocar a fralda do filhão (aliás, o cocô dele tá o maior barato, parece massa de cajuzinho) e pediu beijo ao Miguel. E smack, Miguel soltou um beijinho meio troncho no ar. E Flávio fez smack, pediu outro beijo. E Miguel respondeu com beijinho no ar. Quando me contou, eu não acreditei. "Imagina, não é pra tanto, bem..." E incrédula, fui tirar a prova dos 9.
"Miguel, manda beijo". E ele: "SMACK". Aaaaaai, quase fiz xixi nas calças de tanta alegria! Meu filhote aprendeu a mandar bitocas! Ahahaha, que coisa linda!
Daí o dia foi passando, passando, papai foi pintar o pé-direito da casa e eu fiquei sozinha com Miguel, fazendo malabarismos, engolindo tochas, tudo pra distrair o pequeno ligado no 220.
Mais à noitinha, fomos ao mercado, eu precisava pegar mais frutas e alguns ingredientes para a sopinha dele. Peguei um carrinho e fui para um lado, enquanto o Flávio pegou outro, com bebê conforto, e foi para outro canto. O Flávio resolveu comprar alguns potinhos de papinha pra estocar. Quando o Miguel viu o potinho na mão do papi, ficou enlouquecido! Reconheceu a embalagem, dá pra acreditar? É, nem eu acreditei! Mas o Miguel reconheceu e quis porque quis pegar o vidrinho. Flávio deu na mão dele e então Miguel quase experimentou o nirvana! Só não chegou lá porque o pote continuou fechadinho. O Flávio precisava tirar dele, porque é vidro, e a combinação bebê + vidro não é nada legal! Miguel abriu o chororô. E o papai, abestalhado com aquilo, correu para o corredor de artigos de festa, bem coloridos, e deu em troca do pote um pacotinho de forminhas de brigadeiro. Pronto, estava resolvido o problema. Estaria, se o Flávio não inventasse de dar em troca pelas forminhas uma bola de futebol vermelha cheia de brilhos e carros de corrida. Só que não estava em nossos planos levar essa bola. Tentei substituir por uma baratinha tipo dente de leite. O Miguel empurrou sem dó. Dei uma do Piu-Piu. Nem olhou. Tirei a vermelha e ele esticava as mãos. Queria aquela. Tentei uma do Looney Tunes. Ele até pegou na bola, estudou, analisou e deu o veredito: queria a vermelha. Nessa hora a gente descobriu que o Miguel é muito inteligente, tem opinião formada e sabe muito bem o que quer. E lá fomos nós três para o caixa, Miguel com a tão querida bola vermelha na mão, vitorioso, e nós com cara de palerma. Nosso filho havia escolhido seu primeiro presente. Se com 6 meses tá assim....aff, é pacabá!
A eleita.

7 comentários:

Than disse...

HAHAHAHA...CHEIO DE OPINIAO, Q FOFO!
BOM, NEM PRECISO DIZER Q ANNA LAURA AMAAAA AS PAPINHAS DA NESTLE..RS..VC VIU COMO ELA SAO CHEIROSAS??? BOM ATE AI EU TB AMOOO! RSRSRS
JA APELEI INUMERAS VEZES PRA ELAS TB, PRAS FRUTINHAS DAS NESTLE TB, O PROBLEMA É Q EU COMO COM ELA..RS...
MENINA Q FOOOFO ELE SOLTANDO BEIJO!
AMOOOO!
LINDO DEMAIS!

AH ESSAS CRIANÇAS, NOS SURPREENDENDO SEMPRE!!! GRAÇAS A DEUS! RS

BEIJOS

Larissa Xavier disse...

morri de rir aqui, essas crianças aprontam cada uma , bjocas

Cris disse...

hahaha que fofura!! Muito esperto esse Miguel! ;-)
Beijos

Cláudia Leite disse...

Ha, imagino o quanto é gostoso receber um bejinho do filho!
Ainda bem que existem produtos assim, como essas papinhas, é muita coisa pra mamis dar conta neh.

Estava lendo suas postagens antigas (na verdade estava relendo) e me identifiquei muito com uma que vc escreveu em 17/02/11, pois estou arrancando os cabelos com a Isabella querendo só colo, não consigo fazer nada... hj tive um descanço para vir aqui comentar, mas é difícil viu...
Mas sei que tudo isso melhora neh? Nehhhhhhh???? Assim espero..

bjão!

Karin Petermann disse...

Ahhh.... incrível como eles sabem o que querem, e eu acho muito legal como eles conseguem demonstrar isso claramente!

Viva o Miguel!!! Tá aprendendo direitinho!

Beijos

Karin
www.mamaeecia.com.br

Andrea Fregnani disse...

Isso mesmo Miguel, vc tem o poder hihihi já aprendeu né garotão esperto e inteligente mesmo, ele está lindo demais,
bjs

Ananda Etges disse...

Essas crianças nos surpreendem a cada dia! Super esperto esse Miguel, hein?!

Beijos, Ananda.

http://projetodemae.wordpress.com